Reflexão sobre Conhecimento, Intenção e Ação.

Reflexão sobre Conhecimento, Intenção e Ação

O sucesso é baseado na poderosa tríade de conhecimento, intenção e ação. O ninja deve ter conhecimento das técnicas mentais e físicas de qualquer atividade para que esta se realize; Caso contrário, suas ações serão movimentos corporais desordenados. O guerreiro deve ter uma autêntica intenção para que aconteça o que ele quer que ocorra; senão, ele se renderá ao primeiro inconveniente que encontrar. Finalmente, deve haver uma ação para que isso aconteça, caso contrário, tudo será teoria.

Para melhor esclarecer o funcionamento desta tríade, vamos nos concentrar em uma briga de faca e remover um dos fatores da tríade. O objetivo é parar a luta. Se há uma boa intenção de sobreviver e a atividade física é realizada, mas não há conhecimento suficiente, o resultado são movimentos de faca ineficazes e uma derrota. O lutador executa movimentos não treinados e indesejados, então ele perde. Se houver conhecimento suficiente, mas sem atividade, o lutador nem entra em contato com o inimigo e é rapidamente derrotado.

Reflexão sobre Conhecimento, Intenção e Ação

O aspecto relativo ao conhecimento é fácil de adquirir e a ação só pode ser iniciada no momento do confronto, mas a intenção do ninja requer mais explicações. Um guerreiro em geral, e um lutador de faca em particular, deve ter uma intenção sólida por trás de suas ações.

Uma luta com faca é uma experiência terrível e perigosa que não pode ser tomada de forma leviana. Mesmo com o melhor treino você não pode levá-lo imprudentemente. Mesmo com o melhor treinamento, você pode se machucar e só poderá ganhar com determinação e vontade.

O ninja aprendeu no passado, e ainda aprende hoje, que uma vez que a batalha tenha começado, o único resultado é o sucesso. Esta é a intenção do ninja: ganhar.

Reflexão sobre nosso corpo e sua capacidade de resistir.

Reflexão sobre Conhecimento, Intenção e Ação

O corpo possui muitos sistemas em reserva. Pode sobreviver à perda de uma parte do cérebro, três quartos dos pulmões, metade do fígado, a maior parte do estômago, todo o baço, um rim, parte do intestino, a maioria dos sentidos, a maior parte da pele e a metade do sangue. Parece um sistema bastante resiliente quando analisado.

Então, no momento de um conflito letal, esse conhecimento pode ser usado em benefício próprio, reconhecendo que uma ferida não é o mesma que a morte. Não apenas porque o ninja fortemente ferido está fora de ação. 

O que fazer?

A ferida deve ser reconhecida como um incentivo para nos fazer lutar mais. Programar nossa mente para agir de forma consciente. Devemos lutar pelo que você acredita, de modo que um obstáculo menor, como uma ferida, seja superado pela força da intenção.


error: Todo o conteúdo deste site está protegido!