Artes Marciais – Judō e Jiujitsu

Artes Marciais – Judō e Jiujitsu

Revelando as Artes Marciais - Judo e Jiujitsu
Revelando as Artes Marciais – Judo e Jiujitsu

Judô / Jiujitsu

Mesmo sendo artes marciais distintas, o Judô e o Jiujitsu possuem um parentesco próximo. Isso porque o Judô é uma derivação direta do Jujutsu, assimilando pontos específicos da modalidade de luta primária.

Ao longo dos anos, cada atleta aprimorou a sua técnica pessoal e contribuiu para a formação dos esportes, alcançando a fama mundial.

O Jujutsu (mais conhecido na sua forma ocidentalizada como Jiujitsu) começou na Índia antes de se estabelecer no Japão. Segundo dados históricos, os monges indianos eram impedidos de usarem armas para a autodefesa por conta da religião.

Isso era um problema grave às suas caminhadas, visto que eram alvos fáceis aos saqueadores das tribos mongóis. Nesse caminho, encontraram a resposta na defesa corporal.

Ainda que sua crença os tenha limitado de início, também foi a sua resposta. Os monges conheciam cada ponto vital do ser humano. Com isso, criaram o protótipo do Jujutsu, uma arte marcial que permitia aos seus corpos pequenos extrema mobilidade e força. Durante muito tempo, o Jujutsu foi a arte marcial mais praticada no Japão, perdendo o posto para o Judô.

O Judô surgiu em 1882, criado pelo praticante de Jujutsu Jigoro Kano. Jigoro planejou filtrar alguns aspectos do Jujutsu, a fim de criar uma modalidade onde o foco fosse a inteligência no uso dos golpes e não só a força.

O caminho para a construção do Judô ainda permeou outras artes da época, mas se diferenciando em sua natureza que fugia dos golpes usuais.

Revelando as Artes Marciais - Judo e Jiujitsu
Revelando as Artes Marciais – Judo e Jiujitsu

Características

O Judô é uma arte marcial que otimiza as técnicas dos seus praticantes. Eles têm como princípio na luta uma maior inteligência no uso dos golpes e movimentos mais precisos.

No tatame, a meta é atingir um determinado ponto valendo-se dos golpes de chave-de-braço, obrigando o adversário a pôr o ombro no chão, imobilizando-o por 30 segundos ou simplesmente derrubá-lo.

No Jiujitsu visa imobilizar o oponente atingindo diretamente suas articulações. Os praticantes podem recorrer aos braços, tornozelos ou estrangulamentos para incapacitar os oponentes.

Outro ponto que vale ressaltar é que a ideia do Jujutsu/Jiujitsu é reverter a força do oponente contra ele mesmo. Dessa forma, um lutador menor consegue vencer um adversário maior.

Essa arte marcial tem como apoio direto para a luta o tatame. A maioria das técnicas é feita no chão, podendo a luta ser decidida com uma imobilização entre os lutadores.

Revelando as Artes Marciais - Judo e Jiujitsu
Revelando as Artes Marciais – Judo e Jiujitsu

Propósito

O Jiujitsu como esporte tem a finalidade de derrubar os seus adversários e imobilizá-los. Desde a sua origem, trata-se de usar o corpo, independente do seu tamanho e porte, para levar ao chão inimigos bem maiores que o lutador. Em tese, a ideia desse esporte marcial é ser uma ferramenta de autodefesa, fugindo da ideia de uma luta baseada unicamente em violência.

O Judô, assim como a sua matriz, também é utilizado como objetivo de defesa pessoal de um indivíduo. Além disso, a arte marcial busca que o seu usuário se conheça e se controle por completo, derrubando qualquer barreira imposta pela auto-limitação. Isso permitia que o mesmo aprimorasse sua condição física, estruturasse sua mente e condicionasse o seu espírito.

O Judô, tanto quanto o Jiujitsu, proporcionam melhorias na vida do indivíduo. Por meio deles, é possível obter um condicionamento físico excelente, preparar o espírito para adversidades e uma conduta moral mais elevada.

Revelando as Artes Marciais - Judô / Jiujitsu
Aplicação técnica em solo de Kyushojutsu (“ataque a ponto vitais”).

Shinden Fudo-Ryu e Takagi Yoshin-Ryu, são duas escolas pertencentes a Bujinkan que tratam de técnicas mais antigas de Jujutsu tradicional.

No caso da Shinden Fudo-Ryu, a escola se concentra em trabalhar com o ambiente natural e, como tal, a maior parte do treinamento ocorre externamente usando objetos naturais como auxiliares no treinamento. Como extensão desse princípio, a escola não possui posturas formais (“kamae”) e, basicamente, todas as técnicas partem de uma postura natural.

Escola Takagi Yoshin-Ryu
Aplicação técnica da escola Takagi Yoshin-Ryu

A escola Takagi Yoshin-Ryu, tornou-se a linhagem mais influente de Jujutsu tradicional, sendo praticada em outros continentes. Suas origens remontam ao século XVI e é dito que seu fundador estudou técnicas chinesas dos pontos de pressão (“kyushojutsu”) e, a partir daí, com base em seus conhecimentos médicos e marciais, compilou o currículo da escola.

Deixe um comentário